Drenagem superficial

A drenagem superficial tem a finalidade de retirar a água, evitando o encharcamento. Feita com Manta Geotêxtil, Geotubo Drenante e Brita, esta drenagem deve ser feita com duas trincheiras, a primária e a secundária. O solo das trincheiras é removido dando espaço a uma porção de brita e tubo perfurado envoltos com manta geotêxtil não tecida. Sobre as trincheiras é previsto uma camada de solo denominada Top soil, podendo ser composto de uma mistura de solo com areia, que tem a função de levar a água até as trincheiras, de maneira rápida e eficaz, além de permitir o desenvolvimento da grama. O importante é utilizar um solo com boa permeabilidade e nutrientes orgânicos.

Leia mais: Manta geotêxtil para drenagem.

O ideal é ter duas trincheiras primárias, uma em cada lateral, fora da área útil do campo para evitar a paralisação do mesmo em períodos de manutenção do sistema de drenagem, e trincheiras secundárias que recolhem a água da área do campo, desaguando nas trincheiras primárias. Como a principal função é evitar o encharcamento, estas trincheiras devem ser mais largas e mais rasas, de forma a abranger uma maior área de influência na drenagem.

Ao utilizar a manta geotêxtil com largura 2,15 m, as trincheiras devem ter profundidade entre 20 a 30 cm e largura entre 70 a 80 cm, deixando um trespasse de 15 cm. Ao utilizar a manta geotêxtil com largura 4,30 m, as trincheiras devem ter profundidade entre 20 a 30 cm e largura entre 1,70 m a 1,80 m.

Caso em algum ponto ainda fique água empossada, é indicada a utilização de um “enrolado de geotêxtil’ em forma de canudo, que deve ser inserido em pré-furos localizados nesta área, com a finalidade de conduzir a água até a drenagem subsuperficial.

Leia mais: O que é drenagem subsuperficial?

Em caso de dúvidas, deixe um comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *