Drenagem de Pisos com Geocomposto GTF

Solucionar problemas relacionados à drenagem é a grande preocupação de engenheiros, técnicos e mestres nas obras. No caso que apresentaremos nesse post destacaremos a drenagem de pisos, onde na maioria dos casos a execução de sistemas tradicionais é bastante complicada pela dificuldade de logística para utilização de materiais granulares, como brita e areia. O Geocomposto Drenante GTF, fornecidos em bobinas, é de fácil manuseio e é uma solução excelente para esse tipo de drenagem.

Quase todos os materiais utilizados na construção – argamassas, tijolos, concreto – apresentam porosidade relativamente elevada, possibilitando o aparecimento de infiltrações de água e umidade nas construções. Os pavimentos mais afetados são os inferiores, por estarem sujeitos a maiores concentrações de água de chuva que escorre pelas fachadas, a respingos de água que se projetam a partir de beiras de telhados, a inundações do terreno e a possibilidade de ascensão capilar de umidade do solo sob o piso em função da posição do nível do lençol freático.

Para evitar o aparecimento da umidade, capazes de causar eflorescências, deslocamento de pinturas e desagregações de argamassas de revestimento, é necessárias a aplicação de um sistema de drenagem e impermeabilização para proteger pisos e paredes da umidade provenientes do solo, evitando inconvenientes futuros e garantindo a vida útil da edificação.

A ascensão capilar de umidade deverá ser interrompida por uma camada drenante e impermeabilizante feita através do Geocomposto Drenante GTF, conforme esquema abaixo:

composição geocomposto

  • Geotêxtil nãotecido: atua como elemento filtrante do sistema, evitando colmatação do mesmo.
  • Núcleo Drenante: meio de alta permeabilidade responsável pela vazão da água filtrada.
  • Filme Plástico: atua como “forma perdida”, podendo receber diretamente a armação e espaçadores para concretagem do piso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *