Como funcionam os muros de contenção?

Quando pensamos sobre como funcionam os muros de contenção, estamos falando sobre uma estrutura específica projetada com o único objetivo de suportar o peso da terra e isolar determinado terreno.

Muros de contenção tornaram-se a solução mais segura encontrada para aqueles terrenos inclinados (ou com declive) que estão sendo replanejados e receberão cortes a fim de torná-los planos. Depois da modificação, é natural que surjam as chamadas áreas de acomodação, espaços que transitam entre a estrutura original do terreno e a nova área plana.

aterro muro de contenção

Também conhecido como “muro de arrimo”, um muro de contenção, como o próprio nome diz, serve para conter a terra da parte que for mais alta entre os dois lados da área de acomodação. Logo, sua função é estabilizar a pressão desse material (a terra) para que ela não apresente riscos de desmoronamento.

Como já deve ter ficado claro, os muros de contenção cumprem uma importante função no cenário da engenharia civil. Logo, precisam ser bem planejados e executados, de modo que sejam funcionais e evitem desastres.

Do que são feitos os muros de contenção?

Os chamados muros de arrimo podem ser compostos de blocos de concreto ou cerâmica que apresentem ou não estruturas metálicas.

Além disso, por ser uma estrutura bastante flexível no que diz respeito ao planejamento, o muro de contenção também pode ser construído a partir de pedras, solo-cimento (mistura de terra e cimento) ou gabiões de pedra.

Quando pensamos em qual seria a forma mais barata de se construir um muro de arrimo, chegamos à conclusão de que a estrutura deveria ser construída em blocos. Posteriormente, seria necessário apenas um revestimento com material específico.

 

Muros de pedra, apesar de mais caros, são excelentes opções para engenheiros que estão planejando muros de contenção. O peso das pedras, muitas vezes, é suficiente para deter a pressão exercida pela terra.

Quem está em meio a um projeto de muros de arrimo precisa reservar uma atenção especial à questão das chuvas. Quando chove, a terra absorve água, fica mais pesada e aumenta o seu potencial de deslizamento.

É por isso que, no momento do planejamento, todas as situações de risco devem ser antecipadas, contando sempre com o “pior cenário possível” que poderia se prever.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *